terça-feira, 15 de maio de 2012

Criatividade

Criatividade podia ser mato. Podia ser encontrada na geladeira, ao invés de guloseimas, podia nos engordar de palavras e não de gorduras indesejadas... Podia nos abraçar carinhosa e nos aquecer nos dias mais frios... Ah! Criatividade fujona... Onde ela está quando mais preciso? Menina travessa, sempre brincando de se esconder. Um dia encontro você e lhe prendo bem apertado bem junto a mim, para nunca mais escapar. Então, nunca mais me faltarão palavras, frases ou textos... Nunca mais pelejarei com ideias que me escapam e com páginas em branco. Nunca mais quebrarei a cabeça pensando nas palavras que não me lembro, no que queria dizer e não falo ou na vontade de escrever que não tenho.
Ah Criatividade! Onde está você?