terça-feira, 10 de julho de 2012

E se...

E se a água hoje não estivesse tão fria, tão fria que o mar, preguiçoso, nem viesse lamber-me os pés... E se o sol de hoje, tão morno, mas tão resplandecente, não viesse aquecer-me a pele... E se a areia não fosse tão fina que o vento, inclemente e desajeitado, não a atirasse nos meus olhos...
E se a minha cama, tão quente e convidativa não me remetesse aos mais perfeitos prazeres... E se eu não tivesse sonhos... E se, dos meus sonhos, eu não tivesse nenhuma lembrança... E se dessas lembranças não viessem os meus desejos, as minhas vontades...
E se eu não fosse uma verdade... E se os contos de fadas fossem de verdade... E se eu fosse uma fada...
E se....