terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Amor de verdade


O amor verdadeiro é aquele que ultrapassa barreiras, 
Que sobrevive à distância imensurável, ai canseira
Que ouve com carinhosa atenção
Os chamados gritados do coração

O amor verdadeiro é aquele que se dá de graça
Que nos alegra e nos enche de alegria a taça
É o vinho tinto que, no repouso, se tornou especial
É o brinde em cristal que se faz como memorial

O amor verdadeiro é aquele que não cobra
É aquele imortal mesmo que um dia acabe
E que, mesmo acabando, ainda sobre

O amor verdadeiro é um que não se faz em palavras
É aquele feito no coração, transbordando
Ansiando do outro as falas do amor, segredado