terça-feira, 16 de abril de 2013

Ah! Quem me dera...


Ah! Quem me dera
Gritar seu nome p'rá Terra
Fazer por você uma guerra
De amor a vida se encerra

Ah! Quem me dera
Fazer da vida uma quimera
Jogar para o alto uma bandeira
Falar baixinho um segredo

Ah! Quem me dera
Se sempre fosse primavera
Se comigo estivesse,
Eu ficaria bem numa tapera 

Ah! Quem me dera
Sair da eterna espera
Imagens que se venera
Emoção pura na atmosfera

Ah! Quem me dera
Ter você só p'rá mim
Beijar sua boca cor de carmim
Sentir sempre o cheiro de jasmim

6 comentários:

  1. O amor tem dado o ar da graça fortemente por aqui, heim Su?

    Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amor sempre Fabrício... Isso é o que me move... rs
      Obrigada pela visita.
      Bjuss

      Excluir
  2. Ehh suspiro!!!! "Ah! Quem me dera / Ter você só p'rá mim"
    Lindos versos!

    Abraço!
    http://nkpassadopresente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Su Palanti, ouvi suas vozes.
    E acredite, continuarei ouvindo.
    São lindas!

    ResponderExcluir
  5. PROCURA-SE SUSAN desesperadamente era o suspirar de um poeta. Ei-la que surge das espumas do mar, do perfume do almíscar, para nos brindar com notas difusas, mezzo allegro non troppo, revelando o abrir do coração adolescente. Vênus nascida das espumas, ?Susana renascida no amor que lhe invade a alma a inspiração. Amor menina, que tem medo, "Ah quem me dera", a voz da vida adolescente que renasce em um sangue vigoroso e quente, dizendo que está viva... o Amor lhe foi entregue.

    Dona Susana, suas palavras tocam o coração do apaixonado, parabéns. Ainda aprenderei um dia, quem sabe, versejar ao menos próximo da senhora..."ah quem me dera ter o seu coração inspirador"... obrigado por nos brindar com tantos cantos do AMOR... boa noite, desculpe a empolgação.
    PROFESSOR DOUTOR ZINHO D'ALCANTARA

    ResponderExcluir

Comente. Vou adorar ler.