quinta-feira, 18 de abril de 2013

Vestido Vermelho


Andava rápido e misteriosa. Tinha os lábios vermelhos e brilhantes e um sorriso perolado encantador. Rebolava com a certeza de que todos os olhos se voltavam para si. Languidamente acariciava os longos e lisos cabelos negros e, displicente, esticava-os até o colo. Parou, olhou para os lados e piscou um olho sorrindo. Acabara de encontrá-lo. Ficou ali parada, esperando, como se mais nada houvesse ao seu redor. Um leve rubor tomou conta de seu rosto feliz ao mesmo tempo em que abria a boca para chamá-lo. Desistiu. A emoção era demais. Não havia para onde ir, portanto o tempo foi passando inexorável, mas nada acontecia. Seu coração batia acelerado e seus olhos, agora ansiosos, não perdiam um só detalhe tão conhecido e tão querido. Seu vestido vermelho remexia-se ao sabor da brisa que passava por entre as frestas, fazendo com que pedaços de suas pernas bem torneadas, sobre sandálias pretas de salto alto, ficassem à mostra sem nenhum pudor. Mexeu-se um pouco mudando a perna de apoio, enquanto metia a mão dentro de sua bolsa. Olhava ainda fixamente para ele, como que hipnotizada, seguindo cada um de seus lentos movimentos. Foi tirando a mão devagar de sua bolsa, enquanto abria um enorme sorriso. Abaixou-se e chamou: "vem Mitzie! Vem com a mamãe. Você é um gatinho muito danadinho, viu?" - disse dando um biscoitinho de carne para seu gatinho fujão.