quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Um Tapa na Cara


Virei a cara
Tirei a capa
Reclamei à solapa

Divisei no mapa
Minha própria marca
E me tornei monarca

Arrumei fuzarca
Onde o choro encharca
E fechei a arca

Perdi a máscara
P'rá enfeitar a cara
Fora desta seara

Compus a cantata
E não soube de nada
Não era temporada

Gritei à larga
Era só bravata
Um tapa na cara