quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

P'rá que calar?

P'rá que calar?
P'rá não falar?
E se não falar
Vai adiantar?
Ai, aquele olhar...
Olhar de gelar
Que não vai mudar
Que não quer rogar
P'rá que calar?
Se não vai rezar?
Ai, aquele olhar...
Olhar de matar
Que não vai falhar
Mas apenas vagar
P'rá que calar?
Ai, aquele olhar...
Olhar de amar
Que quer se revelar
Que precisa abraçar
P'rá que calar?
P'rá não falar?
É só gritar
E de amor falar...