segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Encontro Esperado

Eu te encontrarei onde quer que tu estejas. Então te apertarei de jeito e te colocarei em meu leito. E será tudo como tem que ser feito... E direi que te amo e que nunca te esquecerei e que sem ti na minha vida me tira a vida. E sempre te darei... Darei meus gostos, meus momentos felizes, minhas vontades loucas...

Eu te encontrarei onde quer que tu estejas. Eu te encontrarei no céu, na água ou na escuridão dos meus claros dias. Então me lançarei em teus braços para que me apertes com calor, para que me tenhas com todo teu amor... E seremos tão felizes que nada poderá opor.

Eu te encontrarei e tu me encontrarás. E será um encontro de arrasar, para todos os nós desatar...
Vem! Eu te espero como espero meu ar fresco, eu te aspiro como aspiro à paz, a paz do meu sono, na minha cama nestes dias tão suarenta, na água morna do chuveiro, nos dias calorentos e cansados...

Vem Inverno, vem! Trás contigo o frio, tão meu amigo, meu amor...