sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Bruxa



Sou uma bruxa sim
Por baixo de minha pele de seda e formas perfeitas
Tem uma velha corcunda e toda satisfeita
Satisfeita com a verruga do nariz que ninguém vê
E feliz com todo esse fuzuê

Sou mesmo uma bruxa
Daquelas que fazem feitiços
E não querem nenhum enguiço
E tem uma vassoura também, mas não voa
São seus pensamentos que vão além

Faço um sortilégio e rogo uma praga
Não me incomode, porque o encho de chagas!
Então solto minha gargalhada malévola
E não se engane, não tenho nada de frívola

É! Sou uma bruxa sim!
Mas por baixo de minha pele de seda e formas perfeitas
Na aparência sou linda, doce e cordata, então aproveita
Pois não é sempre que vou me mostrar desfeita...