quarta-feira, 6 de julho de 2016

Que saudades dele!!!

Resultado de imagem para mar

Hoje acordei com ele me chamando. Sua voz vinha de longe e eu fiquei confusa... O que ele dizia? Era ainda final da madrugada e o Sol já dava o ar de sua graça, sem a cortina mal humorada que insistia em fechá-lo atrás de si por tantos dias... Abri a janela e respirei aquele ar gelado, achando graça da fumacinha que saiu de minha boca. E continuei ouvindo ele me chamar com sua voz tonitroante, seu jeito de sempre, gritando a saudade que de mim sentia. Meu coração bateu forte. Sorri.
Mas o cheiro do café me impediu de sair atrás dele. Meu estômago reclamava o pão quente e a bebida fervente que tanto prazer me davam... Espere meu amor! Já vou!
E o chamado insistente continuava.
Vesti-me não como de costume, mas especialmente para ele. Merecíamos isso. Um sorriso faceiro formou-se em meu rosto e o coração voltou a bater aos pulos, ansioso por vê-lo. Que saudades!
Corri finalmente ao seu encontro, o coração na mão e uma certeza: ele sempre estaria ali, a me esperar com seu carinho de sempre, suas lambidas generosas, seu frescor imutável, seu calor eterno de mar sem fim.